A Poesia do Morar - Coleção da Água Fresca remete ao aconchego do lar

Para a estilista da marca, Júlia Zingoni, o lar tem papel preponderante em nossas vidas e fala mais sobre nós do que imaginamos

  • Comente agora

 

A Poesia do Morar

Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.

A que está sempre pronta pros amigos, filhos...

Netos, pros vizinhos...

(...)

Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.

Arrume a sua casa todos os dias...

Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela...

E reconhecer nela o seu lugar.

Carlos Drummond de Andrade

A nova coleção Outono Inverno da Água Fresca Lingerie, “A POESIA DO MORAR”, se baseia nos prazeres de ficar em casa; na valorização do tempo e na busca pelo aconchego ao fim do dia. Para a estilista da marca, Júlia Zingoni, o lar tem papel preponderante em nossas vidas e fala mais sobre nós do que imaginamos. Júlia acredita que a filosofia slow living, que prega a valorização do tempo, estilo de ser mais humano e a qualidade dos momentos vividos, é inspiradora e a motivou durante a criação da coleção. “Pensando no intimismo e afetividade que a palavra casa nos remete, elaboramos peças para que toda a família se sinta extremamente à vontade no dia a dia”, conta. Juliana Moraes, diretora do Grupo AFL, completa “O lar é nosso refúgio e é nele que reencontramos memórias e sentimentos, unindo luxo e simplicidade. É essa ideia de aconchego e bem estar que queremos passar com as produções”, destaca.

No desenvolvimento da “Poesia do Morar”, a equipe de moda da AFL trabalhou para conferir conforto e estilo às composições homewear. “Desenvolvemos modelagens mais modernas, com uma paleta de cores em tons invernosos e mais sóbrios. Priorizamos a beleza, o toque e a versatilidade das peças.”, conta Júlia. Para esquentar o inverno, que promete ser um dos mais rigorosos dos últimos tempos, a marca investiu nos pijamas. “Trouxemos a flanela, o plush e o moleton, tecidos mais quentes, para compor os modelos e aquecer as madrugadas frias”, afirma. Ela lembra que há um bom tempo a peça deixou de ser um item apenas para dormir e pode ser usado também durante o dia, para quem quer ficar à vontade, mas com estilo. A grife também se atentou àqueles clientes que sentem mais calor e, dentre as criações, traz opções em tecidos mais leves e fresquinhos, modelos de calças compridas e regatas, além do shortdoll.

A coleção também teve como foco a durabilidade. “Há uma identificação da marca com o conceito do slowfashion, que vem ganhando cada vez mais destaque na cena da moda mundial”. A reflexão, ainda pouco difundida no Brasil, propõe a criação de composições atemporais, com tecidos duráveis e em baixa escala. “Apesar de vivenciarmos um momento de produção em massa, nossa opção é ir contra isso. Zelamos por cada peça produzida, visando criações de qualidade e que atendam às necessidades de nosso cliente final”, lembra a estilista.

A Poesia do Morar

A coleção foi dividida entre as linhas Dia e Noite, com tecidos escolhidos criteriosamente para oferecer conforto na hora do descanso. Entre eles estão jacquard, tricoline, plush e fibras naturais, como algodão e modal. “Desenvolvemos peças para o dia a dia e outras especiais, que atendem às principais datas, como Dia das Mães, Namorados, Pais e às noivinhas”, conta Júlia. Para o Dia das Mães, por exemplo, além dos pijamas estilosos, a marca investiu em kaftans longos. Para as mais maduras, a linha “Amor de mãe”, em viscolycra, vem trabalhada em renda e detalhes em cetim rosé e conta com camisola, pijama aberto e bata curta. Já as mais jovens ganharam camisolas curtas e estampadas. Para os namorados, além de lingeries sexies e românticas, a coleção conta com pijaminhas coordenados para o casal, com short doll e samba canção. E os pais podem ficar ainda mais confortáveis com um robe unissex em flanela xadrez, inspirado no vestuário escocês. Para as noivinhas, a equipe de estilou criou lingeries em tule branco com renda guipire, que atendem desde o momento da cerimônia, como o sutiã tomara que caia, até a viagem de Lua de mel, como o corselet e a cinta liga.

Tendências

Trazendo as tendências da passarela para coleção, a grife apresenta o modelo slipdress na família Jardim de Inverno. “A peça acetinada, com alças finas e comprimento midi, é a cara do inverno. Além de ser bastante estilosa, se combinada com casacos, se torna uma ótima opção de look outwear”, explica Júlia. Entre as cores da paleta, ela destaca o laranja nas composições, tanto em tons mais vivos e abertos, quanto seguindo a linha mais terrosa. “É um tom elegante e que confere estilo a qualquer peça, desde o babydoll até o conjunto de lingerie”, afirma. E, para atender a alta demanda das clientes, o sutiã sem bojo aparece em diferentes cores e estampas. O modelo, que caiu no gosto feminino, possui forro duplo, que garante segurança à mulher.

A campanha, que conta com filme produzido pela Doma 02 Estúdio, tem styling assinado por Rodrigo Cezário, com a top model modelo Brenda Freitas/ Way Model. As fotos são de Márcio Rodrigues e beauty de Bruno Cândido.

0 comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor: